Rio de Janeiro: pontos turísticos

Com a dificuldade de acesso aos pontos turísticos do Rio de Janeiro e em alguns casos o desconhecimento total de certos lugares, muitos estudantes estrangeiros e visitantes do nosso estado chegam à cidade e perdem a oportunidade de conhecer e entender um pouco da história, da sociedade e até mesmo do jeito carioca, por isso, a nossa proposta é a de identificar os pontos turísticos de maior movimentação e de grande valor histórico para o estado do Rio de Janeiro – abordando aqueles que sejam relevantes para os estudantes de Letras e de todos os outros cursos ministrados pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. E a partir desses pontos turísticos realizar uma ponte com os fatores culturais, abrindo caminhos para que o estrangeiro, a partir de uma linguagem simples, consiga entender e apaixonar-se pela cultura brasileira. O público alvo será de estudantes estrangeiros, visitantes de outros países e de certa maneira pessoas do nosso próprio país que não conhecem o estado e estejam interessados. A nossa proposta é de promover e difundir a cultura do Estado do Rio de Janeiro.

  • O que fazer no Rio de Janeiro quando o sol se põe?

Sabemos de muitos lugares para onde ir durante o dia: Corcovado, Copacabana, Pão de Açúcar, Pedra da Gávea, Floresta da Tijuca, Quinta da Boa Vista, Parque Lage, Jardim Botânico… Só não podemos nos esquecer de que também existem alguns lugares onde os cariocas passam as noites.

Comecemos com a Lapa: região próxima ao Centro. Local onde as pessoas se encontram para beber, festejar e fazer amizades. Há vários locais e festas na Lapa, onde você pode encontrar pessoas de todas as idades (jovens e adultos); de todas as preferências musicais (roqueiros, sambistas, funkeiros…) e também estrangeiros de todos os lugares possíveis. Por isso não será difícil encontrar alguém que compreenda seu idioma, sua cultura ou possa te ajudar. Você encontra bastante policiamento, embora a área pareça e possa ser bastante perigosa. É interessante notar que durante a noite, também há outros pontos de “boemia” e diversão localizados na Tijuca (Zona Norte, próximo ao Shopping Tijuca), Baixo Gávea (Zona Sul), Baixo Méier (Zona Norte), entre outros… Outra opção é visitar os calçadões das praias durante a noite. Mas é importante saber se o lugar é seguro (se tem policiamento, iluminação, ou se não é deserto). As praias, a Lagoa Rodrigo de Freitas, os bares em toda a cidade são lugares bem legais de se visitar durante a noite.

Teatro Municipal: O Teatro Municipal do Rio de Janeiro foi inaugurado em 14 de julho de 1909, e desde a sua inauguração tem recebido os maiores nomes da música, ópera, e da dança. Sendo um dos prédios mais bonitos do Rio de Janeiro e uma das sete maravilhas do Mundo, o Teatro Municipal está localizado na Praça Floriano, conhecida como Cinelândia, no centro da cidade, considerado como a principal casa de espetáculos do Brasil e uma das mais importantes da América do Sul. Não é permitida a entrada de pessoas trajando short, bermuda, camiseta e chinelo.

http://www.theatromunicipal.rj.gov.br/

Quinta da Boa Vista: A Quinta da Boa Vista é um imenso parque situado na Zona Norte do Rio de Janeiro. Possui uma vasta região verde, repleta de belas árvores, com lugares para se fazer um passeio saudável e de bom gosto. Além de conter atrativos como um lago com pedalinhos para apreciar o verde e a vida ao ar livre. Em tempos passados, a Quinta da Boa Vista era Jardins do Palácio Imperial de São Cristovão, antiga residência da família real. Funcionando hoje como um parque, Museu Nacional de História Natural, e Jardim Zoológico aberto ao lazer e a visitação pública. A entrada no parque é franca.

Ponte do Guandu (ou Ponte dos Jesuítas): Esta ponte está em Santa Cruz, na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro. É uma ponte que impressiona por causa da sua arquitetura, bem desenvolvida para a época em que foi construída (sua construção terminou em 1752). Hoje, já não existe nenhum rio que passa embaixo da Ponte dos Jesuítas; mas, na época, havia o rio guandu (daí vem o nome da ponte). Ela é mais conhecida como ponte dos Jesuítas porque foi construída por padres da Igreja Católica conhecidos por esse nome (eram membros da Companhia de Jesus, que foi fundada para levar o catolicismo a terras que os colonizadores começavam a dominar). Era uma ponte-represa: ao mesmo tempo em que ligava Santa Cruz a outros lugares, servia também para controlar as águas que passavam por ali, com a ajuda de comportas de madeira: quando chovia muito, as comportas eram abertas e a água era liberada; quando era preciso manter a água ali, as comportas eram fechadas. Custo: apenas o transporte até Santa Cruz. Pontos positivos: custo baixo ( apenas transporte e a alimentação, que deve ser levada). Pontos negativos: a distância do Centro do Rio de Janeiro.

Pão de Açúcar: O Morro do Pão de Açúcar está localizado no bairro da Urca, na entrada de Baía de Guanabara, e já foi visitado por mais de 30 milhões de pessoas, incluindo celebridades como o físico Einstein, o ex-presidente dos EUA John Kennedy e o papa João Paulo II. É famoso pelo seu bondinho, que foi inaugurado em 1912 e leva pessoas até o seu topo, de onde se pode ver a Baía de Guanabara e os bairros em volta. A vista do alto do Pão de Açúcar é considerada uma das paisagens mais belas do mundo. Não se sabe de onde veio o nome do morro. A história mais conhecida é a de que, na época em que a cana-de-açúcar era cultivada em grandes áreas no Brasil, o açúcar obtido dessa planta era posto em uma forma de barro chamada de “pão de açúcar”, que tinha um formato parecido com o desse morro. Pontos positivos: facilidade de chegada ao bairro. Pontos negativos: preços altos.

 http://www.bondinho.com.br/

Planetários: Com o objetivo de difundir a Astronomia, as ciências afins e desenvolver projetos culturais, a Fundação Planetário, conta com diversas atividades, como sessões de cúpula, experimentos interativos, observações ao telescópio, cursos, palestras e exposições. Esta instituição funciona em parceria com a secretaria de cultura do município Rio de Janeiro, oferecendo atrativos para quem busca lazer cultural de qualidade na cidade. Pontos positivos: nos sábados, domingos e feriados a entrada na unidade de Santa Cruz é franca. E distribuição justa das unidades. Pontos negativos: mesmo sendo vinculado à secretaria de cultura, o valor da entrada é um pouco alto.

 http://www.planetariodorio.com.br/

Real Gabinete: O Real Gabinete Português de Leitura MH C • MH SE, tradicional biblioteca e instituição cultural lusófona, localiza-se na rua Luís de Camões, número 30, no centro da cidade do Rio de Janeiro, Brasil.  Com cerca de 350 mil volumes no acervo, o local recebe de Portugal um exemplar de cada obra publicada naquele país, e tem também obras impressas em outros países. Além de apreciar a arquitetura, os visitantes podem consultar livros gratuitamente. É um ótimo lugar para estudantes de Letras estrangeiros ou não que estejam interessados na cultura portuguesa.

 http://www.realgabinete.com.br/

Por Fernando Pereira Impagliazzo, Marlon Augusto Barbosa, Raiane Silva Nascimento, Rebeca Moreira Barbosa, Roberto de Farias David Junior.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: