Reitoria da UFRJ

A Reitoria da UFRJ está localizada no campus Cidade Universitária (Fundão). No prédio em que funciona, juntamente com as Pró-Reitorias (que cuidam de partes específicas da Universidade), estão abrigadas também a Escola de Belas Artes (EBA) e a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), ambas pertencentes ao Centro de Letras e Artes (CLA).

É de responsabilidade da Reitoria a administração da Universidade enquanto instituição pública que recebe recursos governamentais do Ministério da Educação. Sua estrutura é composta por:

  • Chefia de Gabinete;
  • Assessoria do Gabinete;
  • Procuradoria Geral;
  • Superintendência Geral de Comunicação Social (SGCOMS);
  • Setor de Convênios e Relações Internacionais (SCRI);
  • Auditoria Interna;
  • Ouvidoria Geral;
  • Secretaria de Órgãos Colegiados;
  • Coordenação de Cerimonial;
  • Equipe de Secretaria Administrativa.

Também é a Reitoria que trata da formação de convênios de cooperação internacional entre a UFRJ e instituições estrangeiras. Tal medida visa dinamizar e ampliar a projeção das atividades de pesquisa no Brasil e no exterior.

 

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU)

Na FAU-UFRJ funciona o curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo, com duração média de 5 (cinco) anos. Também são oferecidos dois módulos de pós-graduação (mestrado e doutorado), um em Urbanismo e outro em Arquitetura. Estão relacionadas a estas duas áreas as atividades de extensão universitária, cujo objetivo é organizar e realizar propostas articuladas ao ensino, de modo a incentivar — dentre outras ações — a busca por soluções aos problemas habitacionais e urbanísticos enfrentados pela sociedade.

A área possui destaque no Brasil (são brasileiros alguns arquitetos famosos como Lucio Costa e Oscar Niemeyer) e a procura pelo curso na UFRJ é grande. Na cidade do Rio de Janeiro e na região metropolitana, construções de arquitetura neoclássica (Biblioteca Nacional), barroca (Igreja da Candelária, Mosteiro de São Bento) e colonial (Paço Imperial, Arcos da Lapa) dividem espaço com prédios ecléticos (Theatro Municipal, Museu Nacional de Belas Artes) ou modernos (Museu de Arte Moderna do Rio, Edifício Gustavo Capanema). Sendo o Rio de Janeiro uma cidade onde há favelização, pesquisas envolvendo desenvolvimento social, político e cultural atraem não só brasileiros como muitos estrangeiros.

Além disso, a riqueza arquitetônica e urbanística do Rio de Janeiro produz estudos diversos na área de planejamento urbano. A UFRJ possui um núcleo especializado, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (IPPUR). O IPPUR está ligado a outras faculdades e habilitações da UFRJ (Direito, Administração, Economia etc.) e oferece também cursos de mestrado e doutorado. Devido ao dinamismo, o Instituto cuida de pesquisas e da produção teórica relacionada à área.

 

 

 

 

 

 

  

Escola de Belas Artes (EBA)

Foi desenvolvida a partir da Escola Nacional de Belas Artes, que hoje abriga o Museu Nacional de Belas Artes, no Centro do Rio de Janeiro. Na EBA-UFRJ (denominação dada a partir de 1971) funcionam os seguintes cursos de graduação, com duração média de 4 (quatro) anos:

  • Pintura
  • Escultura
  • Gravura
  • Desenho Industrial/ Projeto de Produto
  • Comunicação Visual/ Design
  • Artes Cênicas  (Cenografia ou Indumentária)
  • Composição de Interior
  • Composição Paisagística
  • Licenciatura em Educação Artística (Artes Plásticas ou Desenho)
  • História da Arte
  • Conservação e Restauração 

Os cursos possuem um ciclo básico, que dura quatro semestres, no qual são desenvolvidos conteúdos mais gerais e abordagens teórico-científicas e práticas, com o intuito de embasar a formação posterior. Passado o ciclo básico, são oferecidas disciplinas específicas de cada área para a formação profissional e a atuação no mercado de trabalho. Há também na EBA uma série de oficinas e ateliês no qual são desenvolvidas atividades de criação e projeção.

Cursos de mestrado e doutorado são bastante recomendados e possuem criação que data de 1985, começando com a área de História da Arte. Atualmente, o Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais (PPGAV) possui quatro linhas de pesquisa: História e Crítica da Arte, Imagem e Cultura, Linguagens Visuais, Poéticas Interdisciplinares. Tendo em vista o objetivo de ampliar os estudos e práticas de linguagens contemporâneas, há procura relativamente boa por parte dos interessados em arte, tanto na graduação como na pós-graduação.

Culturalmente, o Brasil possui nomes de destaque na área, incentivando estudos na área artístico-cultural. Muitos pintores, escultores, ceramistas, cenógrafos, paisagistas e designers brasileiros desenvolveram seus trabalhos no Brasil e no exterior, favorecendo a divulgação de produções nacionais em contextos estrangeiros. Dentre muitos outros, pode-se falar alguns nomes de diferentes campos das artes visuais como Aleijadinho, Vasco Prado, Amílcar de Castro, Burle Marx, Tarsila do Amaral, Lygia Clark, Hélio Oiticica, Vik Muniz, Romero Britto.

 

Serviços: transporte, alimentação e comércio

→ Onde fica?

O prédio da Reitoria é um dos maiores e mais visíveis de todo o campus Cidade Universitária (Fundão). Fica perto da Faculdade de Letras (FL), do Centro de Tecnologia (CT) e da praça Samira Nahid Mesquita. Há em frente um ponto de ônibus e uma faixa para travessia de pedestres. Os endereços são:

Reitoria – administração

Av. Pedro Calmon, 550 – Prédio da Reitoria, 2° andar

Cidade Universitária – Ilha do Fundão – Rio de Janeiro, RJ

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU)

Av Pedro Calmon, 550 – Prédio da Reitoria/FAU

Cidade Universitária – Ilha do Fundão – Rio de Janeiro, RJ

Escola de Belas Artes (EBA)

Av. Pedro Calmon, 550 – 7º andar

Cidade Universitária – Ilha do Fundão – Rio de Janeiro, RJ

Localização aproximada: veja no Google Maps

→ Vai de ônibus?

A seguir, algumas linhas que transitam pelo campus e passam no ponto do prédio da Reitoria: 

Baixada Fluminense:

111C – Central/ Duque de Caxias

113C – Duque de Caxias/ Cidade Universitária

Niterói:

761D – Charitas / Galeão (Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim)

Zona Sul/ Centro:

485 – Penha/ Praça General Osório (Ipanema)

485B – Cidade Universitária/ Praça General Osório

486 – Cidade Universitária/ Praça General Osório – via Av. Brasil.

481 – Penha/ Praia de Botafogo – circular Botafogo.

Zona Norte:

386B – Anchieta/ Cidade Universitária

634 – Saens Peña / Freguesia – via Cidade Universitária

913 – Del Castilho (Metrô) / Cidade Universitária

663 – Méier / Praia do Dendê – via Cidade Universitária

616 – Del Castilho (Metrô) / Cidade Universitária

905 – Bonsucesso / Irajá – via Cidade Universitária

932 – Penha / Cidade Universitária

956A – Invernada de Olaria / Hospital Universitário

956B – Penha (IAPI) / Hospital Universitário 

Zona Oeste:

936 – Campo Grande / Cidade Universitária

Há um terminal rodoviário de integração (conhecido como Estação) com as linhas que apenas passam por ele, mas não circulam pela Cidade Universitária. Para chegar qualquer um dos prédios do campus, é preciso pegar, no terminal, um ônibus interno. Os que passam pela Reitoria são: Estação – COPPEAD e Estação – Vila Residencial.

Para maiores informações visite o site: http://www.prefeitura.ufrj.br/transporteintegrado/

→ Alimentação e comércio

No prédio da Reitoria há mais de uma fotocopiadora, porém a mais prática e mais utilizada é a do térreo, na qual a cópia em preto e branco sai por R$0,12. No entanto, é fácil achar outras no prédio, basta pedir indicação.  Há como opção também o Centro de Tecnologia (CT), onde a cópia é R$0,10 e há mais opções de impressão, mais tipos de papel etc. Não é difícil chegar até lá e são aproximadamente cinco a dez minutos de caminhada. No próprio CT há também uma loja localizada na entrada (basta caminhar em linha reta dentro do pátio principal do prédio) em que são vendidos CDs, pen drives, laptops, pequenos aparelhos eletrônicos etc.

Para se alimentar, há no térreo (pilotis) uma série de traillers com lanches diversos, opções de refeição e preços acessíveis. Dentro do prédio há lanchonetes de custo variado — sem ser muito caro. Com R$5,00 é possível fazer um lanche simples e uma refeição completa sai por menos de R$10,00. Na FAU é possível encontrar lanches mais baratos, certamente a menos de R$5,00.

O prédio da Reitoria conta com duas papelarias, uma no térreo e outra na FAU. A primeira é mais barata do que a segunda, porém a média de preços não costuma variar em comparação aos valores cobrados fora da Universidade. Materiais de pintura e desenho, muito necessários aos alunos, são caros também nas papelarias da Reitoria. Como possibilidade, pode-se barganhar ou negociar um desconto, embora em algumas situações o preço seja muito mais alto e não compense adquirir o produto.

 

Por Allan Alves

Centro de Ciências da Saúde (CCS)

Cursos: microbiologia e imunologia, biologia, biomedicina, medicina, terapia ocupacional, odontologia, enfermagem, farmácia, biofísica, fisioterapia, fonoaudiologia, saúde coletiva, nutrição e gastronomia.

Bibliotecas: biblioteca central do CCS, biblioteca da microbiologia e imunologia e biblioteca da farmácia.
Comércio: restaurante (Fundão Grill), lanchonetes (BigNet, Mate Mania, Ateliê do Sabor…), doceria (Shopping dos doces), loja de roupas e acessórios, papelaria, lugares para xerocar, farmácia de manipulação, livrarias, loja de informática, praça de alimentação, lojas de jalecos etc.
 
Por Isabela Feliciano

Faculdade de Letras (FL)

O prédio da Faculdade de Letras fica no Campus da Ilha do Fundão. Foi inaugurado em 1985, antes os cursos de Letras da UFRJ eram ministrados na antiga Faculdade Nacional de Filosofia, desde 1968.

O prédio tem 7 blocos. À esquerda, no segundo andar, ficam C, E e G, onde estão os auditórios. À direita, do térreo ao último andar, o D é o bloco administrativo, onde ficam as salas:

• D-104, o gabinete da Diretora

• D-105 e D-107, a Seção de Ensino, onde os alunos vão resolver qualquer tipo de problema acadêmico

• D-109, coordenação de Apoio Acadêmico

• D-113, CLAC, o Curso de Línguas Aberto à Comunidade

• No segundo andar ficam todos os departamentos das disciplinas

As salas de aulas ficam nos blocos F e H. São três andares com escadas em todos os blocos e um elevador no bloco D. Todos os banheiros femininos tem cabine para cadeirantes e a maioria dos masculinos.

No bloco B fica a Biblioteca José de Alencar, a maior da América do Sul na área de Letras, com mais de 400.000 livros, 8.500 obras raras autografadas e quase 67.000 períodicos. Qualquer um pode ter acesso livre ao se cadastrar.

Ainda há áreas de socialização abertas, onde os alunos se reúnem nos intervalos das aulas, sendo a principal delas o pátio central. Todas dispõem de bancos e são propriamente arborizadas. Além disso, há o C.A., o centro acadêmico, uma sala coberta onde pode-se ver televisão, jogar sinuca e até tirar um cochilo no sofá!

O prédio ainda oferece:

• Trailers onde se vendem lanches na entrada

• Dois cafés no interior

• Um bandejão (onde os alunos podem almoçar por R$ 2,00)*

• Uma livraria e mais alguns stands de livros que vendem livros

• Serviço de fotocópia e impressão (cada Xerox sai por R$ 0,12)

• Sala de estudos, com Wi-fi

• Banco do Brasil, com máquinas de auto-atendimento

*Para comer no bandejão é necessário ter o DRE e foto no SIGA. Como há apenas dois bandejões em toda a ilha, o bandejão de letras costuma ter filas enormes, pois não somente os alunos de letras, mas parte dos do CT e do prédio da reitoria almoçam lá. Para comer é necessário pegar um ticket uma hora antes, com um funcionário que fica nas redondezas, não é difícil achá-lo!

Mais informações: http://www.letras.ufrj.br

Por Maira Moura

Eventos Culturais, Festas e Mangue

Em cada faculdade ou centro acadêmico, acontecem semanalmente diversos eventos culturais. Entre eles, palestras, seminários, shows de música, peças de teatro, amostras de filmes e trabalhos de arte em geral e entrevistas com pessoas em destaque na área de trabalho relacionada à faculdade onde se apresentam. Os eventos culturais podem ser o espaço que os alunos tem para tratar de assuntos de estudo fora da sala de aula, ou aprofundar o conhecimento em assuntos de interesse, ou mesmo podem ser uma forma de entretenimento enriquecedora.

Para entender e conhecer as propostas de alguns eventos culturais, confira as homepages da Faculdade de Letras  e da Escola de Belas Artes. A entrada é sempre franca.

Para aqueles que preferem se reunir com os amigos em um bar, a opção é o Mangue onde os universitários se encontram depois da aula, geralmente às sextas-feiras. O clima é animado, com som que toca diferentes estilos musicais nacionais, entre os quais, funk, rock, forró, axé e ainda pop internacional. Há inclusive um karaokê para quem quiser cantar.

Há ainda as festas e chopadas organizadas por alunos. Normalmente são grandes eventos com DJs e/ou bandas e a entrada é cobrada por sistema de lotes, isto é, quanto mais cedo você comprar o ingresso, mais barato será. O preço é diferenciado por sexo, as mulheres pagam menos. Em algumas festas, a bebida costuma ser liberada – neste caso, tende a acabar rapidamente. O aluno pode-se informar sobre as festas nos corredores de sua faculdade, onde estarão anexadas nas paredes os cartazes com todas as informações sobre determinada festa.

Por Maira Moura

História de Ilha do Fundão (Cidade Universitária)

A Ilha do Fundão é uma ilha artificial, ou seja, criada por homens, formada a partir da aplicação de aterro sobre um conjunto de pequenas ilhas que já existiam. Ela corresponde ao campus mais importante da UFRJ e comporta o bairro Cidade Universitária, que foi construído para ser a sede da UFRJ.

Criada a Universidade do Rio de Janeiro, como era chamada na sua fundação em 1920, em 1937, no período do governo do presidente Getúlio Vargas que se chamou Estado Novo, propôs-se pela Lei nº 452 uma reforma na estrutura da Universidade, agora chamada de Universidade do Brasil. Dentre as propostas desse programa de reforma estava a construção de uma Cidade Universitária que pretendia reunir todos os cursos da Universidade. As obras de construção da Cidade Universitária foram iniciadas em 1949 e só foi inaugurada, de fato, em 1972.

Os prédios da Cidade Universitária foram construídos por grandes arquitetos modernistas brasileiros e alguns dos projetos ganharam prêmios de arquitetura.

Dentre as unidades acadêmicas da Cidade Universitária hoje estão a Reitoria, a Faculdade de Letras, o Centro de Tecnologia, o Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza, o Centro de Ciências da Saúde, a Escola de Educação Física e Desportos, o Alojamento da Universidade e o  Parque Tecnológico, além do Hospital Universitário. Há também a Vila Residencial, uma base do Exército Brasileiro e algumas instituições que fizeram parcerias com a Universidade para construírem centros de pesquisa e laboratórios.

Fontes:

http://www.ufrj.br/pr/conteudo_pr.php?sigla=HISTORIA

http://pt.wikipedia.org/wiki/Universidade_Federal_do_Rio_de_Janeiro

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cidade_Universitária_(bairro_do_Rio_de_Janeiro)

 http://pt.wikipedia.org/wiki/Ilha_do_Fundão

Por Isabela Feliciano